sábado, 1 de abril de 2017

IX SEMANA CATEQUÉTICA - MARIOLOGIA NA CATEQUESE

A IX Semana Catequética da Diocese de Campo Limpo aconteceu nos dias 07 a 10 de fevereiro de 2017 na Catedral Sagrada Família, onde aproximadamente 700 catequistas se reuniram para estudarem: Mariologia na Catequese.  O assessor do encontro foi o Padre Rodrigo Antonio da Silva da Forania Campo Limpo. 




sexta-feira, 26 de junho de 2015


PLANEJAMENTO NA CATEQUESE

               Muitas vezes, como catequistas perguntamos-nos, o que devemos fazer para realizar um bom encontro com os catequizandos? Ou como incentivar para que os mesmos se sintam atraídos? Estas e outras perguntas surgem como uma preocupação de catequistas, que são educadores na fé dos seus catequizandos e que tem consciência da influência que eles exercitam na vida dos que iniciam o caminho de fé.
            Um ponto essencial para que haja uma catequese proveitosa e com frutos é planejá-la. Assim como muitas ações da vida de cada um precisam de planejamento, de uma finalidade, de meios para atingir os fins, o mesmo se dá na catequese. É importante que o catequista tenha um cronograma período do ano inteiro e que os encontros sejam preparados um a um.
                O planejamento da catequese deve levar em consideração a realidade dos catequizandos, a realidade da paróquia ou da comunidade em que o catequista atua e o calendário do ano litúrgico, com as principais festas e solenidades, incluindo as da paróquia.

                Como educadores na fé que somos o papel de cada um de nós é conduzir os catequizandos a fazer uma experiência intima com o Deus que é Pai, filho e Espírito Santo. Assim nas nossas catequeses devemos ter em consideração que Jesus Cristo é o centro de toda a catequese. Cada um de nós é um instrumento nas mãos de Deus que se deixa usar para levar Jesus aos que necessitam.




quarta-feira, 20 de maio de 2015

O Espírito Santo na nossa vida.
        O Espírito Santo foi enviado por Jesus a nós depois da sua Ascensão ao céu para ser sopro de vida, luz, consolador; para nos dar a conhecer Cristo o Verbo de Deus. Este ano celebramos a vinda do Espírito Santo no dia 24 de maio.
            O Espírito Santo sempre esteve presente desde antes da criação do mundo, quando pairava sobre as águas e com o passar do tempo Ele se manifestou na Criação, ao longo da história de Israel. Fez-se presente também na pessoa de Jesus, ao inspirar os inícios e no decurso da nossa Santa Igreja.
            O primeiro dom que recebemos da Terceira pessoa da Santíssima Trindade é o dom do Amor. Este dom contém todos os outros dons que agem na vida de cada cristão e cada um é convidado a dispor-se para acolher dentro de si este dom. As inclinações ao mal que existem dentro de cada um de nós atrapalham a atuação do Espírito Santo, por isso cada um precisa renunciar ao mal e as suas paixões para sentir a força, a coragem o amor a Deus e aos irmãos.
            Na ocasião desta grande solenidade da Igreja deixemos de lado todo o mal para acolher em nós o Espírito Santo que nos santifica com seus dons.
        Na ocasião desta grande solenidade da Igreja deixemos de lado todo o mal para acolher em nós o Espírito Santo que nos santifica com seus dons.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

A Ressurreição de Jesus


                O Domingo da Ressurreição – este é o dia mais alegre do ano porque o Senhor da vida estava morto e agora vive e triunfa.  A Ressurreição é o motivo central da nossa fé. Se não tivesse Cristo Ressuscitado, vã seria a sua encarnação e sua morte não teria dado vida aos homens. Cristo está vivo, “Ressuscitou, não está aqui” – disse o anjo às mulheres.
                O anuncio provocou espanto. Mas, Maria Madalena que vê a pedra removida corre para dar a notícia: “Tiraram meu Senhor do sepulcro” (Jo 20,1). Pedro e João correm para o túmulo e ao entrarem veem os panos no chão e o santo sudário... dobrado à parte, e eles veem e creem. Este é o primeiro ato de Fé em Cristo Ressuscitado.
                Deus se serve de coisas simples para iluminar os discípulos. Pedro e João tiveram o mérito de receber os “sinais” do Ressuscitado.

                Embora de outra forma, os sinais do Ressuscitado estão presentes no nosso mundo: a fé viva, as pessoas humildes e escondidas, a Eucaristia, que continua a atrair a si os homens, cabe a cada um acolher estes sinais, crer como creram os Apóstolos e tornar sempre mais firme a própria fé. 
 (Fonte: Intimidade Divina)

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

CATEQUESE

             
                      Iniciamos, com a Graça de Deus, mais um ano em nossas vidas e, portanto, é hora de retomarmos nossas atividades, principalmente na Catequese.
                Como tem ocorrido nesses últimos anos e integrando a Agenda Diocesana, a primeira semana de fevereiro é dedicada à realização da Semana Catequética, a qual este ano já está em sua sétima edição.
                A Semana Catequética é sempre pensada e preparada a muitas mãos, com o objetivo de trazer temas atuais de nossa Igreja, sempre conduzida por assessores muito bem capacitados, conhecedores profundos dos assuntos escolhidos, que propiciam o debate e o aprofundamento necessário para uma melhor compreensão por parte de todos os participantes.
                Essas Semanas vêm numa caminhada crescente, como podemos ver, relembrando os temas já apresentados nos anos anteriores: na Iª. Semana lá pelos idos de 2009, “Catequese Caminho para o Discipulado”; IIª. em 2010, “Iniciação à Vida Cristã (Estudo 97 da CNBB); na IIIª. em 2011. “Iniciação à Vida Cristã – Aprofundamento”; IVª. em 2012, “Mistagogia Catequética”; a Vª. em 2013, “Catequese e Família – A Família como 1ª. Escola da Fé”, em 2014 a VIª. Semana abordou “Redescobrir a Beleza da Fé à Luz do Vaticano II”.
                Nessa sequencia, este ano entre os dias 02 e 05 de fevereiro, no salão Sagrada Família, ocorrerá a VIIª. Semana, com o tema “Evangelli Gaudium – A Alegria do Evangelho”, exortação apostólica do Papa Francisco onde veremos que evangelizar é preciso, é missão, porém mais ainda, é vivenciar o Evangelho, é ser uma Igreja em saída, levar a Boa Nova de Jesus que é a centralidade de nossa Fé, para aqueles que ainda não O conhecem ou que por algum motivo estão distanciados.
                Assim, em nome de nossa Diocese e de nosso Bispo Dom Luiz Antonio Guedes e também de toda a coordenação diocesana de catequese, assessorada pelo Padre Elinaldo Ferreira de Oliveira, reiteramos o convite para sua participação Catequista. É um evento gratuito e não há necessidade de inscrição prévia.


Wagner e Sandra – coordenação diocesana de catequese

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

TEMPO DE ADVENTO é um tempo de preparação para a festa do Natal de Jesus. Este foi o maior acontecimento da história. O advento é período de silêncio e oração, de piedosa e alegre expectativa durante as quatro semanas que antecedem o Natal. Neste tempo somos convidados a esperar Jesus que vem no Natal e que vem no fim dos tempos.
               A coroa de Advento é um dos símbolos deste tempo.  Tendo forma circular representa o infinito, símbolo de Deus, Àquele que não tem início e não tem fim. Nela são acesas quatro velas, acompanhando os quatro domingos do Advento. As velas que se acendem uma a uma simbolizam Jesus Cristo, a luz da salvação que há de brilhar para toda a  humanidade.
                O Advento é também um período propício de intensificar nossa veneração Maria, unindo-nos e identificando-nos com Ela na espera da vinda do seu Filho. Deus precisou do sim de Maria hoje precisa do nosso sim para poder manifestar-se em todos os ambientes, para poder nascer no mundo. Maria teve que tomar uma decisão e hoje nós também precisamos tomar esta decisão de aceitar viver em função do Filho de Deus que vem modificar nossos planos, nossa maneira de pensar e de viver.

                Como toda a mulher que está esperando um filho, também nós a Igreja-comunidade estamos esperando o nascimento de Jesus cheios de alegria contida, pois “A Virgem dará a luz um Filho e lhe dará o nome de Emanuel – Deus conosco(Is 7,14).